[Switch] Poisoft busca fundos para localizar JRPG

[Switch] Poisoft busca fundos para localizar JRPG

19/10/2017 0 Por

Em 28 de setembro a Poisoft (Kersplosh! – 3DS, Vroom in the Night Sky – Switch) lançou Order Land! para Nintendo Switch através da eShop custando 888 yen (o jogo também está disponível para 3DS no Japão). Durante este mês, a desenvolvedora japonesa resolveu abrir uma campanha no Kickstarter para levantar 5 milhões de yens em fundos (aproximadamente 4.49 milhões de dólares) para a localização e lançamento do jogo nas regiões da América e Europa no Nintendo Switch, Steam e Xbox Live.

Order Land! trata-se de um RPG combinado com elementos de simulação e aventura. O jogo possui os seguintes modos:

King’s Play (King Mode)

Este modo poderia ser chamado de “Mundo Aberto, mas você não pode sair da sua cadeira”. Você controla um rei que não se move um passo de seu trono, mas suas escolhas têm um impacto num vasto mundo.

Você pode fazer o que quiser enquanto rei neste mundo. Por exemplo, políticas domésticas, diplomacia, guerra por expansão de seu território, etc. O que de bom ou ruim acontece no mundo, depende de você.

Hero’s Play

Há outros modos alem do “King Mode” (Modo Rei), tais como “Training Mode” (Modo Treinamento), onde você treina seus próprios heróis originais, e “Hero Mode” (Modo Herói), onde você pode fazer o que quiser enquanto herói.

No “Modo Treinamento”, você pode criar um jovem personagem que quer se tornar um herói. Você pode viajar num vasto mundo com aliados únicos e se tornar um verdadeiro herói. O herói que você irá criar também aparecerá no “Modo Rei” ou no “Modo Herói”.

No “Modo Herói”, você controla um herói pelo mundo de “Order Land!“, e pode viajar o quanto quiser. É claro, você também controlará os heróis originais que criou.

Ao jogar estes modos, você pode aproveitar o mesmo mundo por diferentes ângulos e pontos de vista.

Modo Online

Neste modo, você poderá fazer upload ou download de seus heróis e dos heróis feitos por outros jogadores, bem como lutar contra eles no coliseu.

 

Fonte