[Review] Gensokyo Defenders

Desenvolvedora: Neetpia
Publicadora: Unties
Gênero: Tower Defense
Data de lançamento: 29 de novembro, 2018
Preço na eShop (US): $19,99
Formato: Digital

Gensokyo Defenders é mais um jogo derivado da famosa franquia Touhou, que já conta com diversos títulos presentes no Nintendo Switch, como Touhou Kobuto V: Burst Battle ou Touhou Gensou Wanderer Reloaded, cada um com um gênero diferente.

Dessa vez, o gênero que o jogo adora é o de Tower Defense. A missão é muito simples: cada fase tem um mapa diferente e tem uma base. Cabe ao jogador impedir que os inimigos (que são gerados de diferentes pontos do cenário) cheguem até a sua base. Há um número de vezes que um inimigo pode atingir a base antes de ser decretado o fim de jogo.

Explicando do início, há uma barra de vida e uma barra de magia. Acabando a sua vida, você simplesmente volta para a base (demora alguns segundos) e continua a missão dali, com o detalhe que nesse meio tempo os inimigos continuam avançando e podem atingir a sua base sem que você tenha como se defender. Aí é que mora o perigo e você tem de estar atento a isso. Já a magia, esta irá regenerar automaticamente lentamente sempre que for gasta. Uma vez acabada a onda de inimigos, a barra de magia e a barra de vida se regeneram automaticamente.

Cada missão consiste de algumas ondas de inimigos, e a cada onda de inimigos, os pontos de “spawn” dos inimigos, ou o local em que eles são gerados, se modifica. Há algumas armadilhas que você pode colocar espalhadas pelo cenário que irão causar lentidão ou danos aos inimigos, mas essas armadilhas têm um custo de dinheiro, que você ganha conforme vai derrotando os oponentes. O interessante é que se você colocou uma armadilha em um ponto e depois quer mudar de lugar (seja por ter mudado o ponto de origem dos inimigos, ou por estratégia), você pode “vender” a armadilha, recuperando assim a quantidade de dinheiro gasta.

As armadilhas podem ser melhoradas, aumentando o dano ou o efeito, o tempo entre cada ação, e também diminuindo o preço de cada uma. Para fazer essas melhorias, você irá gastar pontos que são adquiridos passando de fase. Esses pontos também podem ser recolhidos de volta e você poderá utiliza-los novamente em outras armadilhas se quiser. Há diversos tipos de armadilhas que você vai ganhando conforme progride na história, mas você só pode equipar algumas delas para usar em uma missão, portanto, monte sua melhor estratégia antes de iniciar a missão.

Também existem diversas personagens jogáveis, que vão sendo desbloqueadas conforme a progressão da história, e existem fases que são desbloqueadas junto com outras personagens conforme você avança no jogo, sendo assim, podemos dizer que existe mais de uma “campanha” no jogo. Ao passar de cada fase, você irá receber até três estrelas, dependendo do seu desempenho na missão. É interessante notar também que existem duas dificuldades, a fácil e a normal, e as fases devem ser vencidas em cada dificuldade. Por exemplo, se você estava jogando na dificuldade fácil e chegou na fase 10, ao mudar para a dificuldade normal, deverá passar novamente das fases para chegar na fase 10. As estrelas recebidas ao término das missões também devem ser adquiridas de acordo com a dificuldade escolhida, portanto, há bastante o que ser feito no jogo.

Os comandos são simples: com o analógico da esquerda você controla a personagem pelo mapa, com o analógico da direita você controla a direção para onde a personagem irá atirar. O botão L faz com que a personagem corra, o botão R faz com que a personagem atire/pare de atirar (o tiro é automático, uma vez dado o comando), e também serve para inserir as armadilhas. Com o botão ZR você altera o “modo”: armadilha de 1 a 5, vender armadilha, atirar. Já a direcional em cruz serve para utilizar as magias, bastando apertar duas vezes o botão para ativar. Cada direção utiliza uma magia diferente, somando um total de 4 magias. Cada personagem tem um elemento diferente, ataques e magias diferentes, portanto, o jogador poderá escolher a personagem cujos golpes mais lhe agrade, apesar de haver pontos do jogo em que é obrigatório utilizar uma personagem específica para dar continuidade à história, mas depois você poderá voltar na fase anterior utilizando a personagem de seu gosto.

A trilha sonora do jogo não chega a ser algo marcante, que você irá sentir vontade de ouvir no seu celular, mas é agradável e gostosa de ouvir enquanto joga. Quanto aos gráficos, estes são bonitos, mas nada de outro mundo. A câmera fornece uma visão isométrica e o jogo lembra um RPG. Devo destacar que, o jogo é construído na Unreal Engine 4 e diferente de outros jogos, este tem o carregamento super rápido e você não terá que esperar até quase um minuto antes de começar a se divertir. Não soube identificar a taxa de frames por segundo, mas eu chutaria 30fps, achei o jogo muito fluido e não presenciei nenhuma queda de frame rate, o que é um excelente sinal, evidenciando que a Neetpia soube fazer uma ótima programação para o Nintendo Switch. 

Por fim, o jogo possui dois modos, sendo a campanha singleplayer e o modo multiplayer online, que eu não pude utilizar pois o jogo ainda não foi lançado, no momento em que escrevo essa análise.

Concluindo, Gensokyo Defenders é um jogo muito divertido e simpático que irá lhe sugar horas e horas, seja pela vontade de jogar “só mais uma fase”, ou para conseguir três estrelas em cada uma das missões/dificuldades. É oferecido uma boa quantidade de conteúdo e acredito que para este jogo, valeria a pena inclusive ser lançado em versão física. Por isso, acredito que o preço cobrado é justo, e quem gosta do gênero Tower Defense, ou quem quer apenas algo para jogar uma sessão curta (que se não controlar, vai acabar se extendendo) tem aqui um prato cheio.

Avaliação: 9

*Jogo avaliado com o código fornecido gentilmente pela Unties*