[Off/Opinião] XBOX ONE

[Off/Opinião] XBOX ONE

28/01/2019 0 Por

Tenho visto por aí muitos boatos e um zum zum zum com relação ao Xbox One, a Microsoft, a ausência da Sony na E3 e outras coisas mais.

De acordo com uma entrevista do Phill Spencer concedida ao Major Nelson, há muita gente fazendo muita especulação. Vamos dissecar o assunto.

É evidente e notório que a Sony abriu mão de participar da E3 de 2019, e cancelou até mesmo a PlayStation Experience deste ano, aquela apresentação da Sony utilizada para divulgar novidades de consoles e jogos da empresa, meio que um “Sony Direct” de longa duração que acontece anualmente.

Aproveitando esse vácuo da sua concorrente, Phill Spencer pretende fazer da E3 um grande evento para a Microsoft e o Xbox, o que é louvável da parte dele. Anunciar jogos, focar em seus serviços, entregar o que seus fãs querem. Esta é a melhor fórmula do sucesso.

Mas o que isso tem haver com um site sobre a Nintendo? Vamos chegar lá.

Em meio a este movimento, há um outro movimento – muito inteligente da Microsoft e do Phill, diga-se de passagem – que irá suprir uma lacuna: A Microsoft tinha poucos estúdios (em comparação à Nintendo e Sony), e seu catálogo de jogos não era o que podíamos chamar de diversificado. Convenhamos, os grandes blockbusters First Party da empresa são Halo, Gears of War e Forza.

Nos últimos anos vimos uma tentativa da empresa de tentar expandir esse catálogo lançando jogos inovadores como Recore, Sea of Thieves e Cuphead, outros jogos que também marcaram presença nesta geração foram Quantum Break, Sunset Overdrive e State of Decay 2, e há grandes expectativas para o futuro Crackdown 3. Não estou dizendo que a Microsoft não tem jogos! Mas no fim do dia, o que reinou até agora foi Halo, Gears of War e Forza, com suas séries principais e subséries (“Nintendo só tem Mario, Zelda e Pokemon!” – qualquer semelhança é mera coincidência).

Vimos no decorrer da geração um esforço da Microsoft para diversificar seu catálogo e disso surgiram pérolas como a franquia Ori, que tem sua continuação anunciada, e o grande trunfo da empresa da caixa no ano passado foi o anúncio da aquisição de diversos estúdios AA, que virão para preencher uma lacuna.

Agora vamos ao ponto de interesse dessa opinião. Os fãs do Xbox andam muito animados, e há rumores sugerindo que a Microsoft iria anunciar a compra de mais estúdios, incluindo aí… a PlatinumGames. Sim, a mesma que teve Scalebound cancelado abruptamente e que Kamiya disse após que jamais trabalharia novamente com a Microsoft. Particularmente, não acredito NESSA aquisição (e mesmo que por ventura ela viesse a acontecer, tenho certeza que os principais nomes como o Kamiya sairiam da empresa, deixando apenas uma “marca”, mas sem as mentes por trás dos grandes jogos da desenvolvedora).

Enfim, aguardemos a E3 de 2019 para ver o que virá a acontecer. A ausência da Sony, a Microsoft se preparando para “algo grande” e o grande ano já previsto da Nintendo prometem um 2019 de tirar o fôlego.