Artigo | Tudo a saber antes de comprar ou vender um Switch usado

Artigo | Tudo a saber antes de comprar ou vender um Switch usado

14/05/2019 0 Por

Texto Original: Rodrigo Coelho
Edição: Diego Almeida

Você pode conferir o artigo em vídeo, clicando AQUI!

——————————————————-

Vale comprar switch usado?

Você deve se perguntar se vale a pena comprar um console Nintendo Switch usado. A resposta é que sim, e aqui explicaremos o por que.

O híbrido da Nintendo é bastante durável, e tem uma característica importante que o permite ser um console que vale a pena a compra de uma unidade usada: sua engenharia não tem muitas partes móveis, como leitor de disco ou HD, que podem ser eventualmente danificados durante um transporte ou movimento brusco. O grande problema aqui, são os Joy-Con, mas as versões mais recentes já têm menos problemas (fora o fato de poder comprar um par extra a parte). Falaremos sobre isso posteriormente.

Também falaremos sobre assuntos relacionados a como preparar seu switch para vende-lo e o que testar quando for comprar uma unidade usada. Cada detalhe aqui citado será importante para os donos de Switch e também para quem tem interesse em comprar uma unidade usada.

Indo direto ao ponto, vamos falar dos testes mais importantes a serem feitos. A primeira coisa que se deve prestar atenção é quanto ao lote do console para se sua unidade pertence a um lote mais antigo ou mais recente. Você poderá fazer isso verificando o número de série do console, que fica localizado em sua caixa, ou em sua parte traseira. A importância de saber o lote é porque, quanto mais recente tiver sido a produção do seu console, mais atualizações em seu processo de fabricação terão sido implementadas, e menor serão as chances de aparecer algum problema.

Também há a questão da bateria. Atualmente não há como checar a quantidade de ciclos, ou a utilização que a bateria já teve, então, quanto mais recente for a produção do console, mais nova será a bateria utilizada. 

Teste o descarregamento extremo da bateria

Se o Switch for mais antigo e você tiver a possibilidade, pegue o console com a bateria cheia e jogue qualquer jogo por uns 30 minutos. Se a console esquentar demais e a bateria descarregar pra baixo de 40%, pode haver um problema aí. Para saber mais sobre a bateria e os cuidados com a mesma, temos aqui um artigo inteiramente dedicado sobre o assunto.

Cuidado com os jogos digitais incluídos no console!

Preste bastante atenção nesta parte. Tenha cuidado com os jogos digitais que estejam sendo vendidos com o console. Neste caso, só aceite se o antigo dono for confiável, pois como o jogo está atrelado à conta do comprador, basta um rápido contato com a Nintendo para que o antigo dono retire estes jogos do console que você comprou. Mesmo o vendedor lhe passando a senha da conta utilizada na compra dos jogos digitais, ele ainda poderá contatar a Nintendo para reaver sua conta – e seus jogos, o que poderá lhe causar um problema. Além disso, essa prática vai contra os termos da Nintendo, o que pode fazer com que você tenha o seu console banido.

Passando por esta etapa, agora chegou a hora de testar a calibragem dos Joy-Con para saber se está tudo certo com eles ou se há algum problema a ser corrigido. Abaixo temos um vídeo inteiramente sobre o assunto que poderá ser seguido para sanar maiores dúvidas:

Cuidados com a tela

Em seguida, teste a tela para saber se há pixels mortos, que são aqueles pontinhos pretos no meio da tela. Você poderá também fazer um teste melhor acessando vídeos no YouTube para isso. São vídeos que ficam piscando a cor azul, verde e vermelho. Com uma rápida busca você encontrará o vídeo. Acesse-o pelo Switch em modo portátil para fazer o teste. Ainda na tela, verifique se o touch-screen está funcionando normalmente. Desbloqueie seu console com o toque, navegue na eShop com os comandos de toque, e teste cada área da tela do seu console.

Teste com os botões

Outro teste a ser feito é o dos botões, que pode ser testado também já na tela de desbloqueio. A seguir, encaixe os Joy-Con e os empurre de baixo para cima para ver se estão travados. Se não estiverem, não tem problema pois não atrapalha, mas é um teste importante a ser feito. Isso ocorre pelo desgaste no plástico do trilho do Joy-Con, não é um problema do console em si. Para corrigir, basta comprar uma peça separada, desmontar seu Joy-Con e trocar.

Feito isto, chacoalhe os JoyCon para saber se está tudo bem ali dentro. O Joy-Con direito tende a fazer um certo barulho pois os de 1ª geração possuem a bateria solta. Isto inclusive é uma boa forma de saber se o seu console é de primeira geração.

Teste a conectividade: Wi-Fi e Bluetooth

Para realizar teste com o Bluetooth, simplesmente desconecte os Joy-Con, já que sua conectividade acontece através de BlueTooth. Veja se está funcionando, demora apenas um segundo para conectar. Se não estiver funcionando, verifique se o console não está no modo avião. Pra testar o Wi-Fi, vc pode compartilhar a internet do seu celular e conectar o seu Switch normalmente na rede. Se conectar, está tudo certo.

Agora um dos testes mais importantes: Verifique se o console está banido

É extremamente importante entrar no eShop ou testar qualquer funcionalidade online de um jogo, para se certificar de que o console não tenha sido banido do online pela Nintendo por quaisquer quebra das regras de conduta da nintendo por parte do último dono.

Teste o volume do videogame

Você pode testar o volume do console com qualquer jogo, navegando no menu ou assistindo clipes gravados de jogos. É recomendado colocar o volume no máximo para saber se não está estourando. Também plugue um fone de ouvido para saber se está funcionando normalmente.

Teste a Dock

Coloque o Switch na Dock para saber se a imagem está passando para a tela da TV normalmente. É relativamente comum no brasil a Dock estragar caso tenha uma tempestade com raios na região da pessoa que estava jogando. Mas ainda, o mais importante é saber se o Nintendo Switch usado está de fato sendo vendido com a Dock inclusa, mesmo que estragada. O caso contrário pode indicar que o aparelho tenha sido roubado. Não aceite nenhum console sem Dock, nem nenhuma Dock que não seja a original da Nintendo. Existem muitas Docks de Third Parties que não tem uma utilização segura e pode queimar o seu Nintendo Switch.

Outros cuidados com o aparelho

Observe se há alguma avaria ou detalhe na parte traseira do seu console, se há algum risco ou marca de gordura. O mesmo vale ser checado nos Joy-Con. Se estiver danificado, você poderá negociar um preço melhor. Caso esteja vendendo o seu console e ele estiver com essas marcas, não se preocupe, a marca de gordura pode ser facilmente removida.

Observe se o kickstand do Switch está mole ou se suporta bem o console. Esta peça é removível e re-encaixável, pois o dono pode acabar esquecendo de fecha-la antes te colocar o Switch no Dock, e ao invés dela quebrar, ela simplesmente se desconecta. Mesmo assim, se isso acontecer com frequência, a peça pode ficar com o encaixe frouxo. Você pode tentar incluir este detalhe na negociação. Caso opte por trocar a peça, a Nintendo vende peças para reposição por apenas $4 dólares em seu site oficial, e você poderá encontrar para a compra também em diversos outros sites.

Verifique se o antigo dono deixou algum cartão microSD dentro do Switch. Ele pode ter esquecido, portanto seria legal e honesto da sua parte avisar. No cartão pode haver imagens e vídeos que o antigo dono queira, ou que você não queria ver.

Verifique se o leitor de cartucho está funcionando. Basta inserir qualquer jogo físico e ver se há o reconhecimento instantâneo e se o jogo está carregando normalmente. 

Conselhos importantes

Dê preferencia por JoyCons novos. Tente comprar o console usado e após, compre um par de Joy-Cons separados, pois o Joy-Con pode desgastar com o tempo. Cuidado também com preços muito abaixo dos praticados no mercado e com vendedores suspeitos. Lembre-se que sempre quando for comprar algo, “se a oferta é muita, o santo desconfia”, em outras palavras, as vezes o barato pode sair caro. Um console pode está por um preço abaixo da média e só trazer problemas para você. Compre apenas de pessoas confiáveis, com excelente reputação me sites como Mercado Livre, ou em lojas confiáveis.

Confira a seguir o artigo em vídeo!