Review | Psikyo Shooting Stars Bravo

Review | Psikyo Shooting Stars Bravo

16/02/2020 0 Por

Desenvolvedora: Psikyo
Publicadora: NIS America
Gênero: Shoot ‘em up, Arcade, Coletânea
Data de lançamento: 18 de fevereiro, 2020
Preço: U$39,99
Formato: Digital/Físico

A coletânea

Psikyo Shooting Stars Bravo é a segunda coletânea dos jogos da Psikyo a ser lançada no ocidente, tendo sido Alpha a primeira, e você pode ler a nossa avaliação aqui. Ao todo, são 12 jogos, sendo que no Japão três coletâneas físicas foram lançadas pela City Connection, cada uma contendo quatro jogos, enquanto no ocidente a NIS America lançou duas coletâneas com seis jogos cada.

Os jogos presentes nas coletâneas originalmente foram lançados nos arcades japoneses desde o início dos anos 90, e quase todos eles seguem o gênero shoot em up, ou o famoso “jogo de navinha”. O interessante aqui é que a maioria dosjogos possui a progressão de tela na horizontal, e foi inserida a possibilidade de mudar o modo de exibição da tela para a horizontal, perfeito para jogar no Switch no modo tabletop.

Para quem não está acostumado com esse tipo de jogo, o desafio pode ser grande no início, mesmo colocando na menor dificuldade disponível em cada jogo (geralmente são cerca de 9 tipos de dificuldade). O bom é que nas opções de jogo você pode escolher ter 9 vidas e continues infinitos, portanto, não terá muita dificuldade para terminar cada aventura, que geralmente possui vários personagens e cada um possui uma história diferente, característica essa que aumenta o fator replay dos jogos.

Switch_Psikyo_05

Gameplay

De todos os seis jogos presentes na coletânea, apenas Gunbird é o mais diferente de todos. Este jogo em específico é uma mistura de Breakout com pinball, onde a “barrinha” que a protagonista controla funciona como barras de pinball que rebatem a bolinha com a intenção de derrotar inimigos e quebrar os blocos para passar de fase. Ainda, há os power-up que irão ajudar o jogador em sua missão.

Gunbird 1 e 2, e Samurai Aces são shoot em up verticais, enquanto Tengai (Samurai Aces II) e Samurai Aces III são shoot em up horizontais. Ainda, diferente de todos, Samurai Aces III possui cenários completamente em 3D, tendo sido desenvolvido originalmente para o PSP, e isso influencia um pouco na jogabilidade, já que o cenário em alguns momentos corre muito rápido (propositalmente) e podem confundir o jogador.

Todos os 6 jogos incluem power up que irão melhorar as habilidades do protagonista, sendo que com excessão de Gunbarich, todos os outros aumentam a quantidade de tiros e fornecem novas bombas. Ainda, cada jogo tem uma gama de personagens diferentes, e o padrão dos tiros e bombas variam de acordo com o personagem, fazendo com que mude a jogabilidade a cada novo personagem utilizado, além de mostrar um novo ponto de vista da história.

Switch_Psikyo_06

Trilha sonora

A trilha sonora dos jogos é bem divertida e combina bastante com a ação dos jogos. E como os seis jogos possuem tons diferentes, já que Gunbird 1 e Gunbird 2 e Gunbarich possui uma pegada mais cômica enquanto Samurai Aces, Tengai e Samurai Aces III possuem um clima mais sério, este último com aspectos de Japão feudal, você pode esperar diferentes tipos de músicas, cada um combinando com o estilo de jogo.

Switch_Psikyo_01

Os gráficos

Com excessão de Tengai e Samurai Aces III, todos os outros jogos possuem gráficos que vão dos 16 aos 32 bits, em 2D, com cenários bastante coloridos e cheios de detalhes, preservando bastante a arte. Os dois jogos destacados porém já possuem elementos em 3D, no caso de Tengai, enquanto Samurai Aces III possui cenários completamente em 3D, o que tornou os gráficos desse jogo meio datados, já que ficou com um aspecto de jogo de PSP renderizado em HD (na verdade Samurai Aces III foi originalmente lançado para o PSP).

Switch_Psikyo_03

Conclusão

De toda a coletânea, Gunbird e Gunbird 2 são os meus jogos favoritos por seus personagens e pelo tom cômico das histórias. Os protagonistas são divertidos, os vilões são caricatos e muito engraçados, e os finais, alguns chegam a ser cômicos, o que inclusive combinou com o estilo de jogo. Já os jogos da série Samurai Aces possuem um clima mais sério, com histórias que se propõe sérias, as o gênero dos jogos não deixam o jogador se aprofundar no clima proposto, fazendo com que o gameplay e a história pareçam duas coisas completamente separadas dentro de um mesmo jogo.

Por fim, com excessão de Gunbarich, todos os outros jogos são basicamente a mesma coisa, cada um com algumas mudanças aqui e ali, como o padrão dos tiros e bombas de cada personagem em cada um dos jogos, o que vai alterando a estratégia, e é algo muito válido. Se você gosta de jogos shoot em up, ou se simplesmente procura um título para partidas rápidas enquanto espera numa fila, Psikyo Shooting Stars Bravo é uma boa pedida.

Avaliação: 7

* Cópia para análise disponibilizada gentilmente pela NIS America*

Significado das notas de 1 a 10

1 – Melhor vomitar do que jogar isso
3 – Vai fazer outra coisa.
5 – Só jogue se você for MUITO fã mesmo…
6 – Jogo legal pra se divertir e se distrair.
8 – jogo bom, vale bem seu tempo e dinheiro!
9 – Jogo excelente que vai deixar uma marca em você!
10 – Jogo obrigatório!