Review | Pikmin 3 Deluxe

Review | Pikmin 3 Deluxe

06/11/2020 0 Por

Desenvolvedora: Nintendo
Publisher: Nintendo
Data de lançamento: 30 de outubro, 2020
Preço: R$ 299,00
Formato: Fisico e Digital (Disponível na Loja Nintendo Brasil)


Pikmin 3 Deluxe é a nova versão do terceiro título enumerado da série Pikmin, originalmente lançado em 2013 para o Wii U, chegando agora para o Nintendo Switch.

Para quem nunca teve contato com a série, eis um breve resumo da sua premissa: Em um futuro muito distante, o planeta Koppai está passando por uma escassez de alimentos causados por uma boom na população e crescimento desorganizado da civilização. Cabe a um grupo de exploradores sair pelo universo em busca de uma nova fonte de alimentos.

O grupo então acaba chegando a um planeta que passa a ser chamado de PNF-404 (o planeta é muito semelhante com o nosso planeta terra. Já explico). Ao entrar em órbita, algo acontece e o grupo se separa, cada um indo parar em diferentes pontos do planeta. Agora iremos controlar Alph que a princípio tem o objetivo de se reencontrar com seus companheiros Britany, a botânica, e o capitão Charlie.

No meio do caminho, Alph e seus companheiros contarão com a ajuda de pequenas criaturas coloridas conhecidas como Pikmin. Os Pikmin passam a seguir o grupo e obedecem ao som de apito. Com todos os companheiros reunidos, o objetivo então será recuperar a chave cósmica para ligar sua nave e voltar para o planeta Koppai, enquanto coletam as frutas do planeta PNF-404, que servirão de comida para o grupo, e suas sementes serão a chave para a salvação de Koppai.

Trabalhando como formiguinhas


Como dito, o planeta PNF-404 é muito semelhante com o planeta Terra, e talvez seja o próprio mesmo, embora o jogo não confirme, mas se serve de consolo, os personagens dão nomes engraçados a todos os objetos e frutas encontrados no jogo, enquanto percebemos que se tratam de frutas como limão, morango, tangerinas e afins, bem como caixas, latinhas, jarros, entre outros objetos.

Os Pikmin por sua vez, eles obedecem ao som de apito, e passarão a seguir o grupo, e para onde forem mandados. Dito isto, a mecânica principal do jogo se baseia em você, controlando um dos três membros da equipe, utilizar grupos de Pikmin para fazer o trabalho braçal, digamos assim, como carregar frutas, objetos e lutar contra monstros. E se pararmos para fazer uma analogia, é como se os Pikmin fossem formigas: é muito gratificante vê-los carregando pelo mapa os objetos e frutas até o ponto ordenado, ou a nave da equipe.

O método de reprodução


O jogo lhe permite criar quantos Pikmin o jogador quiser e conseguir, e permite que o jogador carregue até 100 Pikmin por vez na tela. Muito bem, mas, e como criar mais Pikmin? Primeiro de tudo, devemos entender que os Pikmin “moram” em uma nave especial chamada que recebe o nome de Onion (cebola). Ao final de cada dia, os Pikmin deverão, ou ser enviados de volta para a Onion, ou no mínimo estar dentro de uma área segura ao entorno da Onion, ou estar no grupo de um dos membros da equipe, caso contrário, eles ficarão para trás e irão morrer no fim do dia.

Entendido o funcionamento da Onion, ela possui mais uma função, que é a de reprodução: todos os inimigos derrotados são carregados para a Onion, que os processa e libera sementes de Pikmin que serão então retirados da terra e pronto! Temos mais Pikmin para nos ajudar! Além de utilizar o material orgânico dos monstros, também são utilizados os miolos de flores especiais que ficam espalhadas pelo cenário, e há diversos tipos de flor, cada uma com um número, representando quantos Pikmin serão necessários para carregar o miolo, e também qual o número de sementes que serão expelidas.

Cada um com a sua função


A cada novo título da série Pikmin, novos tipos de Pikmin foram sendo inseridos, cada um com uma habilidade diferente. Em Pikmin 3/Deluxe, temos ao todo, 5 tipos no modo história: o Pikmin vermelho, que aguenta altas temperaturas e sobrevive ao fogo, o Pikmin amarelo que transmite eletricidade, o Pikmin rocha, que pode ser utilizado para quebrar vidro, cristais, e a carcaça de inimigos que as tenham, o Pikmin azul, que pode respirar em baixo da água e não se afoga, e por fim, o Pikmin rosa, que pode voar. (há ainda o Pikmin branco que é venenoso e o Roxo, que é mais forte, e ambos aparecem nos modos Missão e Bingo Battle). Sendo assim, será de extrema importância que o jogador planeje quais tipos e quantos Pikmin levar consigo, lembrando que o limite de Pikmin em campo é de 100.

Cada Pikmin presente no modo história possui sua própria Onion, e para ser liberado, é necessário encontrar a Onion correspondente a cada cor. Felizmente, ao final de cada dia após encontrar uma nova Onion, a nova irá se fundir com as antecessores, e a partir do dia seguinte ficarão ao lado da nave da equipe, onde é o ponto de partida para cada dia.

Cuidado com o tempo!


Como eu já disse algumas vezes neste texto, a série Pikmin possui um limite de tempo entre cada sessão, representado em manhã/entardecer/noite, e esse limite retorna em Pikmin 3/Deluxe. Diferente dos outros títulos, em Pikmin 3 Deluxe o jogador poderá levar quanto tempo for necessário para terminar o jogo, desde que tenha suco para alimentar a equipe (lembrando que este suco é obtido ao recuperar as diversas frutas espalhadas pelo jogo).

Sendo assim, o máximo que o limite de tempo poderá fazer é atrapalhar um pouco para explorar cenários e/ou concluir determinadas tarefas, mas um jogador com um pouco mais de experiência conseguirá cumprir diversas tarefas em apenas um dia, enquanto jogadores marinheiros de primeira viagem provavelmente levarão mais dias para explorar o cenário, descobrir seus segredos e cumprir as tarefas. Ah, cada dia em Pikmin 3/Deluxe dura 13 minutos, sendo que no minuto 11 há um aviso para o jogador se apressar para reunir sua equipe e seus Pikmin na área segura (em torno da nave).

Como dito antes neste texto, se você deixar algum Pikmin para trás, fora de sua equipe ou fora da área segura, ao final do dia ele irá morrer. Isso porque de noite os monstros ficam mais agressivos e saem para caçar, e bem, Pikmin parece ser um bom aperitivo.

Para concluir o tópico do tempo, devo dizer para não se deixar intimidar com essa questão. Se você começou a fazer uma tarefa mas não deu tempo e concluir, basta deixar as frutas ou objetos para trás que no dia seguinte elas estarão no mesmo lugar esperando para ser transportadas. Você não será penalizado de maneira alguma por deixar de fazer qualquer coisa dentro dos 13 minutos.

Os controles


Pikmin 3 Deluxe oferece uma boa variação de controles. Originalmente produzido para ser jogado com o Gamepad do Wii U, Pro Controller ou Wii Mote + Nunchuck, a versão Deluxe para o Nintendo Switch consegue reproduzir quase tudo o que a versão de Wii U fazia, e ainda adiciona mais algumas facilidades.

Vamos por partes:

Você pode jogar com a função Gyro ativada, e assim movimentar o ponteiro por exemplo, mexendo o controle, os Joy-Con, ou o console em modo portátil/Switch Lite. No Nintendo Switch, os Joy-Con simulam muito bem o Wii Mote, e em Pikmin 3 Deluxe podemos jogar com os Joy-Con separados controlando o ponteiro como se fosse um Wii Mote, trazendo de volta a jogabilidade das versões New Play Control (dos jogos originais para o Wii) e de Pikmin 3 para o Wii U.

Outra forma de jogar é com os Joy-Con no Grip, com o Gyro desligado, simulando um controle tradicional, ou com o próprio Pro Controller (lembrando que o Pro Controller também pode utilizar o Gyro, fazendo com que você controle o ponteiro mexendo o controle).

Uma pequena crítica que devo fazer é que eu não me senti muito confortável ao utilizar o Gyro no modo portátil, pois para girar o ponteiro, eu literalmente precisei girar, de pé. Esta foi a única opção de controles que não me agradou: Modo Portátil com Gyro.

Como já dito, jogar com os Joy-Con separados e com o Gyro ativado é semelhante ao gameplay dos jogos no Wii, e do Pikmin 3 para o Wii U com Wii Mote, e essa é uma boa opção para quem é adepto dos controles de movimento.

A descrição de agora vale para o gameplay com Gyro DESLIGADO, em Modo Portátil, ou Dock, com Pro Controller ou Joy-Con (no Grip ou não), e Switch Lite: Foi desta que eu mais gostei de jogar. Os controles foram adaptados de uma forma que eu me adequei muito bem. Com o analógico direito você rotaciona a câmera, como já estamos acostumados para praticamente todos os jogos em 3D, enquanto o analógico direito servirá para controlar tanto os personagens da equipe quanto a mira.

Como? Simples: Se você “empurrar” com mais força o analógico, o personagem irá andar, enquanto se você empurrar o analógico de forma suave fará com que a mira seja movimentada. No início pode até parecer um tanto complexo para alguns, mas acredite em mim: em três ou cinco minutos você já se acostumou. E daí temos ainda uma novidade, que é o uso do botão ZR que servirá para travar a mira em diferentes pontos de interesse, sejam inimigos, frutas, objetos e afins, facilitando o uso da mira.

A grande crítica que faço ao jogo, o que mais me deixou frustrado, digamos, foi a ausência do uso da tela de toque. Em uma das propagandas do jogo, pouco antes do lançamento, dizia que o jogo está otimizado para o gameplay em modo portátil, então imaginei que o gameplay com a tela de toque seria uma das principais opções para o game em modo portátil, principalmente para aqueles que vão jogar no Nintendo Switch Lite.

Na versão de Wii U de Pikmin 3 podíamos arremessar os Pikmin simplesmente tocando na tela do Gamepad no ponto do cenário que desejávamos arremessar os Pikmin, e esta era a minha forma favorita de jogar. Em Pikmin 3 Deluxe essa funcionalidade está ausente, o que pra mim fez muita falta como opção de controle quando joguei no Switch Lite (na verdade ainda com a demo eu já fiquei tocando na tela tentando jogar os Pikmin, e eles não iam. Pensei que a funcionalidade pudesse estar na versão final, mas infelizmente não veio). Fico na torcida para que a Nintendo resolva fazer um patch para o jogo para acrescentar essa possibilidade, a do uso da tela de toque no modo portátil.

Entendendo o gameplay


Muito bem, na sessão anterior explicamos como funcionam os diferentes tipos de controles disponíveis para Pikmin 3 Deluxe, e até agora no texto falamos sobre apitar, arremessar Pikmin, utilizar ponteiro… Mas, como funciona para controlar o jogo? Vamos entender isso agora!

Como já explicado, com o analógico esquerdo você pode controlar o personagem da equipe, levando o analógico até o fim, ou controlar a mira, empurrando o analógico suavemente. Com o analógico direito você controla a mira. Com o botão ZR você pode travar a mira em pontos específicos, como frutas, objetos ou inimigos. Com o botão X, você faz com que todos os Pikmin avancem de uma só vez, em grupos de cores, em determinados alvos.

Com o botão A você arremessa o Pikmin. Segurando o botão Y aparecerá na tela quatro diferentes opções que você poderá acessar com o botão em “cruz”: Para a direita e para a esquerda você alterna entre cada membro da equipe, com o botão “cima” você pode utilizar um spray que fortifica os Pikmin. Por fim, o botão para baixo irá separar os membros da equipe em três grupos.

O direcional em cruz sem o botão Y estar pressionado irá se comportar de maneira diferente. Para a direita e esquerda serve para utilizar a habilidade de esquiva, enquanto para baixo.

Com o botão B você usará o apito, que serve para chamar os Pikmin para perto de si, passando a seguir o seu personagem. Os botões L e R alterna entre os diferentes tipos de Pikmin que você irá arremessar, e também deixa arremessar um membro da equipe (o botão R serve para resetar a mira no centro da tela caso esteja utilizando o Gyro). Uma vez arremessado, este personagem fica disponível para ser controlado separadamente, abrindo brechas para estratégias e multitarefa.

O botão + pausa o jogo, oferecendo algumas opções como alterar controles, encerrar o dia, repetir o dia ou ir para a tela de título, enquanto o botão – irá mostrar o mapa da área (e é neste momento que você poderá definir um ponto em que você quer que o personagem se encaminhe automaticamente, fazendo parte da estratégia do jogador).

De início pode parecer um pouco complicado com tantos comandos para aprender, mas rapidamente você irá se acostumar, acredite!

Ultrapassando barreiras


Como parte da estratégia do jogo, você deverá levar consigo grupos de todas as cores de Pikmin, pois nos cenários há diversos tipos de barreiras que serão necessários ser ultrapassados. Há paredes de barro, em que todos os Pikmin podem bater para destruir, há paredes de vidro em que é necessário o uso do Pikmin de pedra para quebrar. Há barreiras elétricas que só podem ser destruídas por Pikmin amarelos, imune a eletricidade.

Há ainda barreiras que devem ser puxadas para cima para que libere a passagem, o que deve ser feito com os Pikmin rosa, que voam, e há também paredes de barro debaixo d’água, que só podem ser destruídas pelos Pikmin azuis, que não se afogam.

Gráficos e desempenho técnico


A série Pikmin sempre foi muito bonita graficamente falando, desde seu primeiro título para o Game Cube, ficando em HD no Wii U. No Nintendo Switch não é diferente. O jogo é muito bonito visualmente, misturando um pouco de realidade dos objetos da vida real encontrados no jogo, com a fantasia dos Pikmin, naves e monstros.

A taxa de quadros por segundo é estável em 30fps e eu não notei nenhuma queda durante o gameplay. A minha maior surpresa foi pelo fato de a resolução do jogo ter sido mantida em 720p no modo Dock, a mesma resolução da versão de Wii U, enquanto o modo portátil apresenta um resultado em 576p (maior que a resolução de 480p do Gamepad do Wii U).

Falando sobre a resolução do jogo em modo portátil, eu não reparei nenhum tipo de serrilhado ou cenários e objetos embaçados, e o resultado final foi muito bonito. Agora, os 720p na televisão as vezes são bem visíveis, e novamente, fiquei surpreso pelo jogo não entregar ao menos um bump para algo como 900p. Talvez a decisão de manter a resolução em 720p seja pelo fato de controlarmos até 103 personagens (100 Pikmin mais os três membros da equipe), alem de todo o cenário acontecendo durante o jogo: monstros, insetos do cenário, água, objetos se mexendo, efeitos especiais e afins.

A trilha sonora


A trilha sonora da série Pikmin é maravilhosa, e as músicas apresentadas em Pikmin 3/Deluxe é um show a parte. Com diferentes variações da mesma música de acordo com o clima (perseguição de monstros, calmaria), você terá deliciosas faixas para escutar enquanto joga. No geral, a música do jogo passa uma sensação de tranquilidade, e sim, esta é uma trilha sonora que me dá vontade de escutar no celular, algo que eu sempre uso como critério para saber se a música de um jogo me marca ou não.

Outros modos de jogo


Pikmin 3 Deluxe trás a possibilidade de jogar a campanha em modo cooperativo, novidade da versão Deluxe, o que pode gerar uma excelente experiência para os jogadores: enquanto uma pessoa explora uma parte do mapa, outra pode explorar outra parte, fazendo com que o tempo renda anda mais!

O multiplayer Modo Missão original da versão de Wii U está de volta e trás três tipos diferentes de missão: Coleta de tesouros, onde os jogadores terão uma quantidade específica de tempo para coletar o máximo de tesouros e frutas que conseguir. Na batalha contra inimigos, você terá novamente uma determinada quantidade de tempo, dessa vez para derrotar o máximo de inimigos que conseguir, enquanto na terceira variação do Modo Missão, a batalha contra chefes, lhe fará enfrentar os chefes do jogo.

O Modo Bingo Battle também está de volta e agora, os jogadores deverão se enfrentar. Há uma “cartela de bingo” com diferentes tipos de frutas e inimigos em cada quadro, e caberá aos jogadores encontra-los para preencher os quadros da cartela. O primeiro que fechar uma linha, em qualquer direção, será o vencedor da partida.

Por fim, há uma grande novidade da versão deluxe, que é o Modo Side Story. Neste modo, você controlará Olimar e Louie (Olimar é o protagonista do primeiro título, enquanto ambos são protagonistas em Pikmin 2). Originalmente, na versão de Wii U, os personagens simplesmente apareciam em PNF-404 como parte da história do jogo, mas nunca havia sido explicado como eles foram parar lá e o que estavam fazendo.

No Modo Side Story, temos uma jogabilidade similar ao Modo Missão: Coleta de Tesouros, onde você terá uma determinada quantidade de tempo para concluir a fase. Neste modo, entre cada fase é contado um pouco do que aconteceu com os personagens entre o término de Pikmin 2, e a aparição dos mesmos em Pikmin 3/Deluxe.

Conclusão


Pikmin 3 Deluxe é como uma pausa para o intervalo, aquele momento que você tira no meio do dia para relaxar. É um jogo de estratégia em tempo real delicioso com partidas de 13 minutos (lembrando, a duração de cada dia), que se encaixa perfeitamente na proposta do Nintendo Switch, de ser um console híbrido: você pode sentar na frente do sofá (ou deitar na cama no modo portátil por exemplo) e jogar por horas, ou pode pegar seu Switch naquela fila do banco ou durante sua viagem e jogar partidas rápidas enquanto espera.

Apesar de algumas coisas que considero falhas, como a resolução de 720p no modo Dock, a ausência do controle de toque no modo portátil e a falta de multiplayer online, o jogo continua sendo muito querido e recomendado para todos os tipos de público.

A série Pikmin sempre ficou restrita a um nicho, talvez por ter nascido e ganhado sequência em consoles com baixa base instalada, como foi o Game Cube e o Wii U. Agora, com Pikmin 3 Deluxe no Nintendo Switch, a série finalmente pode ser conhecida e reconhecida por um público amplo, o que eu espero que aconteça.

Mesmo para quem já havia jogado o título, Pikmin 3 Deluxe se torna uma boa opção, pois oferece em um único pacote todos os DLCs do jogo original, além de novidades como o modo Side Story e o modo cooperativo para a campanha principal, o Story Mode. Por fim, se você já conhece a série e nunca teve a oportunidade de jogar o terceiro título, ou se não conhece mas está aberto a ter uma experiência única, eu certamente recomendo este título!

Jogo avaliado com a cópia cedida gentilmente pela Nintendo América Latina

Avaliação: 8 / 10

1 – Melhor vomitar do que jogar isso.
2 – Só se você quiser muito mesmo testar o jogo.
3 – Vai fazer outra coisa.
4 – Dá pra jogar no banheiro ou esperando o dentista.
5 – Só jogue se você for MUITO fã mesmo…
6 – Jogo legal pra se divertir e se distrair.
7 – Jogo divertido, mas não é nenhuma obra de arte.
8 – Jogo bom, vale bem seu tempo e dinheiro!
9 – Jogo excelente que vai deixar uma marca em você!
10 – Jogo obrigatório!