[Review] Crashlands

Desenvolvedora: Butterscotch Shenanigans
Publicadora: Butterscotch Shenanigans
Gênero: RPG
Data de lançamento: 08 de novembro, 2018
Preço na eShop (US): $14.99
Formato: Digital
Crashlands é um RPG de visão Top-Down que foi lançado originalmente para o PC e celulares em 2016. Após três anos, o jogo acaba de ganhar uma nova chance no Nintendo Switch. A versão para o híbrido da Nintendo é baseada nas versões para celulares onde torna possível o uso da tela de toque, mas ao mesmo tempo oferece uma jogabilidade de um console tradicional, e claro, usando os recursos únicos que o Switch oferece como poder jogá-lo no portátil ou na TV como um console de mesa.

No jogo você é Flux Dabes, um caminhoneiro espacial que acaba sendo atacado por um gigante alienígena chamado Hewgodooko durante seu trabalho. Por conta disso, ele acaba chocando sua nave em um planeta alienígena nas proximidades. Flux com ajuda de seu robo Juicebox precisará explorar o planeta em busca de seus pacotes perdidos e encontrar uma maneira de concluir suas entregas.

O jogo usa também um sistema de crafting similar a Minecraft e Dragon Quest Builders. Colete itens encontrados pelo chão, derrubando arvores ou cortando gramados para criar armaduras e armas que o permita lutar contra criaturas que vagam pelo planeta em que está. Reúna objetos para construir pisos, paredes, e uma porta para criar um abrigo. Conforme você vai criando itens disponíveis no catálogo, novos itens serão desbloqueados.

Como todo jogo que há exploração, é comum que você se afaste de sua base e acabe tropeçando em alguma criatura mais forte que você. Mas Crashlands é bem amigável nisso, você tem acesso ao mapa mostrando as áreas que já foram exploradas e sua base principal. Você é capaz de se teleportar imediatamente quando bem entender. Existem também marcadores no mapa em determinados locais para que você possa ir para tal local sem precisar perder tempo andando até lá.

Crashlands Review - Screenshot 3 of 4

Crashlands certamente é um jogo que pode te prender por horas, seja realizando as quests, explorando o mapa, ou ‘craftando’. A música de background é bem relaxante, tanto a que se pode escutar durante o dia quando a da noite.

Por fim, recomendo que utilize o modo portátil nesse jogo, deite na cama ou sente-se num sofá e relaxe! Crashlands possui gráficos simplistas, mas agradável. Junte com sua música de fundo relaxante e tenha a experiência definitiva jogando ele no Nintendo Switch.

Avaliação: 8

 

*Jogo avaliado com o código fornecido gentilmente pela Butterscotch Shenanigans*