Digital Foundry: Análise técnica de Assassin’s Creed: The Rebel Collection para o Nintendo Switch

Digital Foundry: Análise técnica de Assassin’s Creed: The Rebel Collection para o Nintendo Switch

17/12/2019 0 Por CellyDiva

Assassin’s Creed: The Rebel Collection é uma coletânea lançada no início deste mês exclusiva para o Nintendo Switch que trás os clássicos da série Assassin’s Creed IV: Black Flag e Assassin’s Creed Rogue.

A Digital Foundry parece ter interesse em saber como os ports se completam no console híbrido e trouxe um vídeo analisando ambos de uma perspectiva técnica. Fique com um resumo abaixo dos principais pontos levantados pela Digital Foundry no vídeo.

  • Ambos os jogos usam resolução dinâmica de 1080p quando está na Dock
  • Em Assassin’s Creed IV: Black Flag a resolução pode cair para cerca de 900p na Dock
  • Assassin’s Creed Rogue pode cair a resolução para 828p na dock
  • Ambos os jogos usam resolução dinâmica de 720p no modo portátil
  • Anti-aliasing limitado
  • Ports baseados nos consoles da geração passada em vez de versões mais recentes
  • Versão para o Switch de Assassin’s Creed IV: Black Flag é executada com oclusão ambiental de alta qualidade em comparação com as versões da geração passada
  • Melhor filtragem de textura no Switch
  • Sombras superiores no Switch
  • Texturas, qualidade da vegetação, contagem de NPCs, qualidade de reflexão igual às versões da geração passada
  • Sombra em bloco substituída por linhas mais claras
  • Texturas mais nítidas no geral
  • Áudio com taxa de bits baixa no Switch
  • Ambos os jogos correm a 30 quadros por segundo
  • O mini-mapa parece funcionar com metade da taxa de quadros
  • Taxa de quadros um pouco melhor no Switch, mas o ritmo de quadros é um fator nos modos Dock e portátil