Contra a pirataria, Nintendo toma medida para barrar a Freeshop no 3DS

Contra a pirataria, Nintendo toma medida para barrar a Freeshop no 3DS

24/08/2018 2 Por

A Nintendo resolveu tomar uma ação radical para impedir que usuários pratiquem pirataria e baixem jogos de seu próprio servidor no Nintendo 3DS, burlando a loja do console com o que se chama de Freeshop.

O problema começou quando o 3DS foi hackeado alguns anos atrás, abrindo uma brecha para que usuários invadam os servidores da Nintendo e baixem jogos sem pagar, em um esquema conhecido como Freeshop.

Esse Freeshop é um homebrew de código aberto que permite que os usuários encontrem e instalem títulos por conta própria utilizando o que se chama de chave/ticket que cada título possui.

Esse esquema entretanto, está chegando ao fim. Um usuário do Twitter chamado Matt (@CheatFreak47) revelou que a Nintendo atualizou mais de 2800 títulos de 3DS, fazendo com que um erro seja exibido ao requisitar o download pirata. Em outras palavras, os jogos foram encriptados novamente.

Por que demorou tanto para a Nintendo tomar uma atitude continua um mistério, já que essa situação havia se tornado notável há anos e em 2016 já houve uma ação relacionada ao DMCA, uma vez que essa situação infringe os direitos autorais da Nintendo.

Os usuários é claro, não ficaram nada satisfeitos, gerando comentários ríspidos no Twitter e no Reddit.

Por fim, vale ressaltar que apesar de tudo, o problema de pirataria está longe de acabar. O 3DS continua hackeado e ainda há diversas outras formas de inserir jogos piratas no portátil.

 

Fonte