Koji Igarashi não esperava que a versão de Switch de Bloodstained: Ritual of the Night “fosse tão ruim quando foi lançada”, planos de transformar a IP em uma série

A última edição da Game Informernos trouxe uma entrevista interessante com o diretor de Bloodstained: Ritual of the Night Koji Igarashi, onde ele comentou sobre o futuro da IP, bem como falou os problemas técnicos que a versão de Switch enfrentou no lançamento.

Durante a entrevista, Igarashi diz que a equipe tem um forte desejo de tornar Bloodstained em uma série. Igarashi diz que eles poderiam tentar “séries mundiais diferentes” e eventualmente “desafiar todos os tipos de gêneros diferentes”.

Após o lançamento de Bloodstained: Ritual of the Night, pude provar que podemos criar esse estilo de jogo sem uma grande empresa atrás de nós. Consideramos que este jogo é o ponto de partida para a próxima etapa, por isso temos um forte desejo de criar uma série depois de colocar tanto esforço na nossa nova IP.

Criar jogos de ação 2D com rolagem lateral é o nosso atributo mais forte, por isso também estamos pensando em criar mais jogos do gênero com diferentes configurações do mundo. No entanto, também queremos expandir nossa empresa e não há problema em continuar fazendo o mesmo tipo de jogo. No futuro, planejamos desafiar todos os tipos diferentes de gêneros também.

Igarashi também comentou na entrevista o estado atual da versão de Nintendo Switch – que viu alguns problemas particularmente do lado técnico em sua estreia. Ele mencionou: “não esperávamos que fosse tão ruim quando foi lançado”, embora o WayForward ainda esteja pensando em melhorar o jogo.

Embora houvesse preocupações com as limitações de hardware, não esperávamos que fosse tão ruim quando foi lançado. Infelizmente, ocorreram vários problemas que não prevíamos. Com o suporte da WayForward, esses problemas estão sendo resolvidos e estão trabalhando duro para otimizar a versão do Switch.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *