[Review] MO:Astray

[Review] MO:Astray

11/09/2020 0 Por CellyDiva

Desenvolvedora: Archpray
Publicadora: Rayark
Gênero: Ação, plataforma, puzzle
Data de lançamento: 10 de setembro, 2020
Preço: US$ 14,99
Formato: Digital


MO:Astray é um jogo de ação e side-scrolling em pixel art com foco em resolução de quebra-cabeças, mas com uma história a ser desencadeada através de seu progresso no jogo. Desenvolvido pela equipe chinesa da Archpray, aqui temos um jogo de ambientação sombria, um estilo ficção científica com um toque de horror, tudo isso mesclado com visuais em pixel remetendo ao padrão de jogos independentes que ao olhar você não diz nada sobre, mas que no fim acaba se destacando por oferecer uma experiência unica. Se você ignorou MO:Astray quando saiu na Steam no ano passado, que tal dar uma chance agora que ganhou um novo lar no Nintendo Switch? Se curte jogos nesta de ação e plataforma com puzzle, garanto que pode ser uma oferta.

Controle MO, a bolha gelatinosa

Em MO:Astray controlamos a bolha gelatinosa chamada MO, que no começo percorre um laboratório abandonado aparentemente fruto de um experimento malsucedido. Embora tudo pareça confuso no começo, o objetivo é que você avance e colete fragmentos de memórias para entender o motivo da catástrofe do passado, inclusive sobre você. Com controles extremamente fáceis de aprender, resolva quebra-cabeças para prosseguir utilizando o analógico esquerdo para controlar MO, enquanto o direto você usa como mira para saltar e grudar em determinado lugar após apertar o botão “L” ou “ZL”. Fácil, não? Porém, a exigência aqui não é a dominação do personagem, mas como você o usa para resolver quebra cabeças que vão desde fáceis a mais complexos, ou outros que exigem mais agilidade. Além disso, o jogo conta com elementos de metroidvania onde você pode conseguir novas habilidades para resolver novos puzzles que estão mais à frente.

Sobre a ação do jogo, MO:Astray é bem calmo por assim dizer, mas ele possui inimigos como criaturas horripilantes irracionais que antes eram os funcionários que trabalhavam naquele laboratório, algumas até acabam criando livre arbítrio e podem te atacar com estacas ao te identificar. Você também encontra criaturas chamadas Chimeras, que variam entre quadrúpedes que andam pela parede espelindo gosmas tóxicas ou acabam criando espinhos nas suas costas. MO pode grudar na cabeça de seus inimigos e assumir o controle. Use essa habilidade para coletar informações da história ou resolver quebra-cabeças específicos.

Colete fragmentos de memórias e prossiga com a história do jogo

Até aqui deu para entender que apesar de um jogo de ação e plataforma, os elementos de quebra-cabeças se destaquam por aqui. Mas não é só isso que compõe MO:Astray, ele também conta uma história, no qual é necessário prestar atenção nos textos que aparecem na tela após coletânea o item chave ou rastrear memórias que estão dentro das criaturas do jogo. Você passará por cinco capítulos e cada um deles no final libera páginas em quadrinhos contando a história do jogo. Se perder algo pela falta de atenção, tudo é registrado e acessado a partir do menu do jogo. E sinceramente, se você pular esta parte da história, só estará desvalorizando algo de bom que o jogo tem a oferecer. Outra coisa importante que o jogo faz questão de avisar antes de inicia-lo, é que você use fones de ouvido. O motivo disso é para que você atente-se aos detalhes sonoros que a equipe chinesa parece

Conclusão

MO:Astray é excelente! Um ótimo título do gênero com quebra-cabeças interessantes e uma história conta em partes que atiça sua curiosidade. Apesar de ter várias opções de dificuldades, você encontra desafios até no modo mais fácil. Percorra por cenários sombrios, com ótimos efeitos de sons e chefe ao final de cada fase com direito a lutas contra chefes incríveis. Embora seja um jogo curto, ao terminar a campanha você desbloqueara o modo speedrun, que irá prolongar um pouco mais sua jogatina e é um bom atrativo para quem gosta de se desafiar. Um jogo que pode passar despercebido ao procurar por algo na eShop, mas que certamente vale seu tempo e dinheiro.

Avaliação: 9 / 10

Jogo avaliado por cópia gentilmente fornecida pela Rayark.

1 – Melhor vomitar do que jogar isso.
2 – Só se você quiser muito mesmo testar o jogo.
3 – Vai fazer outra coisa.
4 – Dá pra jogar no banheiro ou esperando o dentista.
5 – Só jogue se você for MUITO fã mesmo…
6 – Jogo legal pra se divertir e se distrair.
7 – Jogo divertido, mas não é nenhuma obra de arte.
8 – Jogo bom, vale bem seu tempo e dinheiro!
9 – Jogo excelente que vai deixar uma marca em você!
10 – Jogo obrigatório!