Digital Foundry: Análise técnica de DOOM Eternal para o Nintendo Switch

Digital Foundry: Análise técnica de DOOM Eternal para o Nintendo Switch

16/01/2021 0 Por Marcos

DOOM Eternal compõe a lista de ports ambiciosos para o Nintendo Switch. O jogo teve seu lançamento na plataforma híbrida no mês passado, e apesar de ter sofrido algus sacrifícios, ele supreendeu muita gente. A Digital Foundry incluise se interessou em dar uma olhada no jogo para o Nintendo Switch sob um ponto de vista técnico, onde a mesma vê o trabalho ds Panic Button de maneira positiva.


Leia também:


Deixaremos um resumo de como DOOM Eternal se comporta no Switch abaixo, seguido da análise da Digital Foundry.

  • Resolução média de DOOM Eternal comparável ao DOOM (2016), apesar do aumento na complexidade visual
  • Maior contagem de pixels do que Wolfenstein II do Nintendo switch
  • Chega ao máximo 720p quando está na Dock, mas pode cair para pouco menos de 540p
  • 600p é o teto no modo portátil, mas pode cair para 360p em certas ocasiões
  • A complexidade geral da cena, iluminação e efeitos estão intactos
  • Detalhe da textura reduzido no Switch, embora a redução varie
  • As texturas mais comumente vistas têm uma aparência de resolução mais alta enquanto floreios menores são mais borrados
  • Por objeto de movimento desfocado e outros pós efeitos de processamento removidos no Switch
  • Sem profundidade de campo ao executar um Glory kill
  • LODs mais agressivos em certas áreas e efeitos volumétricos de menor precisão
  • Partículas removidas um pouco no Switch
  • A Digital Foundry notou linhas verticais que podem ser vistas, o que pode ser um artefato do sistema de escala de resolução dinâmica
  • Densidade e complexidade dos mapas retidos no Switch
  • A qualidade da animação também permanece
  • 30 quadros por segundo fixos l a maior parte do tempo quando está na Dock. Desempenho portátil bastante comparável à Dock, mas há um aumento nos problemas de ritmo de quadro
  • As cutscenes no modo portátil limitado a 20 FPS com ritmo de quadro ruim