Review | Dauntless

Review | Dauntless

26/12/2020 0 Por Thomas Mertens

Desenvolvedora: Phoenix Labs
Publisher: Phoenix Labs
Data de lançamento: 10 de dezembro2019
Preço: Grátis
Formato: Digital

Forge sua história como Slayer em um mundo povoado por criaturas magníficas e perigosas, os Behemoths! Um jogo free-to-play cross-platform com forte influência em Monster Hunter, Dauntless traz diversas formas de jogo para variados tipos de público. Um RPG de ação muito divertido está disponível para todos, incluindo no Nintendo Switch!

Mergulhando no mundo de Dauntless

Como todo início de jogo, em Dauntless somos levados pela mão para entender como funciona o jogo. Isso é bem legal pois tudo são quests que te recompensam até por abrir o menu, então o seu start já é um pouco acelerado. As missões iniciais e ensinam mecânicas do jogo, desde as de combate até as de craft de itens, mas falemos disso mais pra frente.

Não temos muita história, não. Assim como os jogos de Monster Hunter, o grande foco aqui é de fato o combate com os monstros, neste caso os Behemoths, coletando seus drops para forjar novas armas, armaduras, ou mesmo cumprir quests, ou preencher o bestiário. Cada fase é mais difícil que a anterior, então isso não só é divertido, como necessário.

À caça!

Em Dauntless, temos uma cidade principal, e dela vamos para os diversos tipos de terrenos e áreas de caça do jogo. Cada uma mais bonita que a outra, com criaturas diferentes. Cada criatura com suas vantagens, fraquezas e movimentação únicas, nos levando a aprender a combate-las, em vez de só sair dando porrada apertando botões ao acaso.

Você pode jogar solo, ou em grupo (tanto amigos quanto desconhecidos), e você vai querer fazer isso, especialmente no início do jogo. Mesmo com o início acelerado que comentei, você ainda não consegue forjar armas fortes o bastantes que te garantam vitórias contra Behemoths até menores que você, e nem amaduras que aguentem mais de 2 hits. Batalhas em grupo são mais divertidas!

E por fim, as armas. São diversos modelos: espada, lança, foice, machado e pistolas. Prefere um combate mais de perto? Mais distante? Mais lento e brutal? misturado? Pode escolher, pois com certeza alguma arma vai lhe servir. E de quebra, elas podem ter poderes elementais e power-ups. Tudo que um RPG precisa.

É tudo muito lindo!

A equipe de design do jogo realmente fez um trabalho excepcional. Tudo é lindo, com uma belíssima escolha de cores, de sombras e texturas. Não existem contornos e nem linhas duras. E tudo funciona muito harmoniosamente. De fato é uma tendência não muito antiga seguir esse estilo, mas aqui caiu como uma luva. Os Behemoths também são muito interessantes, alguns são bonitos, e outros são simplesmente maneiros. E os equipamentos baseados neles também seguem uma linha muito legal, Bastante bem adaptado.

Avaliação

Dauntless com certeza é um jogo que vale a pena ser jogado, e se você é fã do estilo, já é um plus. O que me comprou foi o estilo gráfico e os diversos estilos de combate. Posso tanto jogar por horas quanto por breves minutos, dá muito mais oportunidade de aproveitar.
Mas a falta de objetivos maiores, e o fato de as missões me passarem a mesma sensação de repetitividade que Kingdom Hearts 358/2 Days passava, prejudicaram um pouco pra um jogo solo. Para mim, é mais um jogo para se jogar com amigos, gritando um com outro, comendo salgadinho as 3 da manhã do que algo para fazer campanha solo. Mas isso é de cada um de fato.

Prós:

  • Lindo! Realmente dá gosto de se ver;
  • Muitos estilos de combate bastante diferentes, gameplay variada;
  • Juntar todas as peças para craftar coisas melhores é muito gratificante, sensação de recompensa.

Contras:

  • Falta narrativa, fica meio mecânico
  • Gameplay repetitiva (vai, caça, volta, repete)

8