Review | Get-a-Grip Chip

Review | Get-a-Grip Chip

24/03/2021 0 Por Thomas Mertens

Desenvolvedora: Redstart Interactive
Publicadora: Redstart Interactive
Data de lançamento: 25 de Março de 2021
Preço: US $14,99
Formato: Digital

Análise feita com chave fornecida gentilmente pela Redstart Interactive


Get-a-Grip Chip é um jogo plataforma que você não pode pular, mas essa ação é substituída por uma coisa muito mais legal: o Grappling Hook! Excelente passatempo com fases divertidas, em Get-a-Grip Chip resgate robôs de uma fábrica prestes a ser destruída.

Começando do básico


Antes que eu me empolgue, vamos falar de como é o jogo em si. Você controla um simpático robozinho não muito mais atlético que o R2-D2, mas equipado com uma ferramenta: um ímã extensível/retrátil, o seja, um grappling hook. a fábrica onde trabalha está passando por uma… dificuldade técnica: o robô de segurança ficou maluco, e decidiu que destruir o local era uma boa ideia. Então cabe a você fugir de lá, levando o maior número de minions possíveis.

É tudo muito bonitinho, com escolhas de design bem bacaninhas, e bastante personalidade. Nada extremamente inovador, mas criativo o suficiente para te prender no jogo, querendo sim chegar no final. Cada andar tem um tema diferente (setor de montage, setor de descarte etc), e a construção de cada fase faz sentido junto do tema.

“Vai Teia!”


É por mais engraçado que possa parecer, uma sensação muito parecida com jogar homem aranha se dá nesse jogo. Estamos resgatando coisinhas bonitinhas, se balançando pra cá e pra lá com uma corda que gruda nas coisas, escalando andares e desviando de lasers, mísseis e paredes de fogo. Coincidências são meras semelhanças. Mas, na verdade, isso é bem legal. A sensação de acrobacias, de ser preciso nos movimentos, se desafiar para acessar uma área escondida, podendo custar sua vida, etc, tudo isso é bem empolgante.

Sabe, a graça do jogo é justamente você aprender on the fly como fazer alguma coisa no jogo. Tem alguns detalhes que você precisa fazer pra passar a fase que não são tão na cara, precisa ir, bater a cara e voltar de novo. Não torna o jogo pesado, muito pelo contrário. Claro que morrer é chato e ter que refazer o cenário não é a 8ª maravilha do mundo, mas, é empolgante, você tem aquela sensação de “Ah agora entendi, agora eu consigo!”.

Vamos reclamar um pouquinho de Get-a-Grip Chip


Ok, eu menti, morrer é muito chato, ter que refazer a fase porque você não mitrou a porcaria do gancho direito é MUITO frustrante. Mas não é justo culpar o jogo por isso, foi incompetência minha é claro, mas é algo a se considerar.

O que eu quero dizer com isso? Uma sensação parecida ocorre com Crash Bandicoot: você não consegue jogar várias horas seguidas pela simples razão de cansar de morrer sabendo exatamente qual o seu erro e não conseguir resolver. Não que isso seja uma penalidade do jogo, mas achei importante comentar que você como jogador tem que estar com a cabeça descansada o bastante pra lidar com isso. Ou não, caso você seja bom nesse tipo de coisa.

Get-a-Grip Chip é criativo e divertido


Falei muito para um joguinho casual, não? Vamos só revisar as informações aqui, dar uma pincelada na parte técnica e finalizar o artigo.

Ok, gráficos e sons: nada a reclamar. tudo combina, bem encaixado no tema da fase, e o designs das coisas, esse estilo de arte sem muito contorno, abusando das formas naturais das coisas é bem bonito, combinando bem com a paleta de cores escolhida. A jogabilidade também não deixa a desejar, faz todo sentido na proposta do jogo. A nota reflete minhas opiniões e o quanto o jogo faz o que propõe, lembrando que é um jogo bem casual.

Prós

  • Divertido e empolgante
  • Criativo
  • Bonito e agradável

Contras

  • Às vezes é frustrante

7,5

Últimos posts por Thomas Mertens (exibir todos)