Review | Two Point Hospital JUMBO Edition

Review | Two Point Hospital JUMBO Edition

09/03/2021 0 Por Gabriel

Desenvolvedora: Two Point Studios
Publicadora: SEGA
Data de lançamento: 5 de março, 2021
Preço: US $39,99
Formato: Digital e físico

Jogo analisado com chave fornecida gentilmente pela SEGA


Para quem não está familiarizado,  Two Point Hospital é um jogo de simulação e estratégia, sucessor espiritual do clássico Theme Hospital. Com muito bom humor o jogo foca na administração de uma rede de hospitais. Nesse titulo, o jogador comanda a Two Point Foundation (o nome pode ser alterado a escolha do jogador), um conglomerado de hospitais que devem ser erguidos do zero, criando cada vez mais valor e prestigio ao nome da fundação.

Two Point Hospital já está disponível há  algum tempo no Nintendo Switch e outras plataformas modernas, mas a versão que estou analisando é a “JUMBO Edition”, lançada neste mês de março e que inclui as quatro expansões do jogo e dois pacotes de itens.

Pronto Socorro


Two Point Hospital possui uma variedade de doenças que devem ser tratadas de diferentes maneiras. No inicio você conta com apenas um consultório e uma unidade de farmácia que administra medicação, mas conforme o jogo avança, diferentes unidades de tratamento e equipamentos devem ser implementadas para tratar novas doenças que começam a aparecer.

Para coordenar o atendimento e operar as unidades de tratamento e seus equipamentos, temos 4 tipos diferentes de funcionários que podem ser contratados: os médicos, que diagnosticam pacientes e administram tratamentos mais complexos; os enfermeiros que auxiliam nos tratamentos e exames mais simples; os ajudantes que fazem tarefas corriqueiras como, por exemplo, a de recepcionista e os zeladores, que mantém as máquinas funcionando e as atualizam, limpam o hospital, entra outras atividades. Cada um desses funcionários tem status próprios. Por exemplo, ao contratar o seu médico você poderá observar se ele possui a capacitação de psiquiatria, assim ele poderá trabalhar no centro psiquiátrico. Caso seu zelador saiba mecânica, ele poderá fazer aprimoramentos das máquinas quando esses estiverem disponíveis, etc. No entanto quanto mais qualificado, mais caro para contratar o funcionário, o que torna a parte administrativa do jogo densa e prazerosa.

Medicação


Mas não se enganem pelas mecânicas bem feitas e complexas, tudo é muito bem explicado passo a passo e o jogo é extremamente leve, prazeroso e terapêutico, e boa parte disso se deve ao um de seus maiores pontos fortes: seu bom humor!

As doenças retratadas em Two Point Hospital são todas cômicas assim como seus tratamentos, como por exemplo a doença que faz todos pensarem que são astros do rock, e são tratados com tratamento psiquiátrico. As outras doenças variam, e tem tratamentos que vão desde: simples medicações, até tirar a sua cabeça e colocar ela em uma máquina que faz o trabalho, e depois colocar ela de volta como se nada tivesse acontecido.

O jogo também trás piadas através da sua trilha sonora. Entre uma música e outra temos uma simulação que indicaria que elas estão sendo tocadas em uma estação de rádio, com um locutor que vez ou outra faz comentários bastante engraçados.

Um outro tratamento


Apesar de toda a comédia, Two Point Hospital é um jogo realmente sério na administração, se importando com os detalhes. Você está no comando de quais salas irá precisar e quantas, de quantos funcionários para operar cada sala e quais itens terão nestas salas, mas vai além dos equipamentos e cuidados médicos. Você deve planejar os detalhes que a primeira vista soam mais triviais, mas que são de suma importância para a satisfação do cliente (que aumenta a moral do hospital) e do funcionário (que aumenta o desempenho do funcionário). Temos que garantir  que estejam hidratados e alimentados, com as máquinas de comida e bebida, que não fiquem entediados, com estandes de revista e decoração, posicionar os bancos estrategicamente para que os pacientes possam esperar sentados onde ocorrem mais filas, entre outros detalhes que fazem toda a diferença no reconhecimento do seu hospital.

Sala de descanso


Em Two Point Hospital, você acaba por gerenciar uma equipe enorme. Cada hospital tem sua própria equipe, que compõe de diversos funcionários de cada “classe”. No entanto, uma função que ajuda a dar nome aos bois, e escolher seus favoritos entre seu pessoal, é a mecânica de premiações anuais.

No fim de cada ano do jogo, ocorre uma premiação que elege os melhores de cada classe, e os melhores hospitais em alguns quesitos diferentes, sendo que os hospitais da fundação podem ou não vencer cada categoria. Por isso torna-se importante evoluir e agradar seus funcionários estrela que podem trazer mais prestígio a fundação.

Cada novo hospital que você inaugura te desafia com algumas metas, que ao serem completadas aumentam o nível do hospital. Em certos níveis, seu hospital ganha estrelas. As estrelas no hospital vão de 1 a 3, e a partir da primeira você pode abrir o próximo hospital (e voltar quando quiser), ou continuar até conquistar a excelência. A escolha é toda sua.

Diagnóstico


No geral, Two Point Hospital cumpre tudo que se propõe dentro de seu gênero, mas algo que pode desagradar alguns é que o jogo tem dificuldade pouco elevada no começo. A dificuldade vai aumentando gradualmente, mas muito lentamente. Outra coisa que senti falta na minha experiência, foi a falta de funções “touch” aproveitando a tela do Switch. Não é como se isso afetasse o desempenho do jogo, mas agregaria em muito para o port.

Aponto também que o jogo pode ficar um pouco confuso quando o hospital está muito grande, mas para quem está familiarizado com esse tipo de jogo a adaptação será tranquila. Em compensação, uma boa notícia para os interessados é que o jogo se encontra completamente em português, com exceção do narrador da rádio, o que torna a experiência como um todo muito mais suave já o que o jogo conta com muito para se ler.

Medicina alternativa


Two Point Hospital JUMBO Edition possui a vantagem de incluir conteúdo extra junto ao jogo base por um preço convidativo. Temos aqui as DLC jogáveis Close Encounters e Off  the  Grid, bem como os pacotes de itens retro e de exibição.

 Close Encounter, que dá palco a doenças únicas que surgem a partir da queda de uma bola fogo em um deserto e como o nome sugere, encontros com nossos amigos de outro planeta, sendo necessário nesse modo instalações secretas de medicina avançada. Off the Grid começa com a reintegração da mãe natureza com nosso ambiente, o ambiente agora rural em que trabalhamos nesse modo de jogo abriga diversas doenças desconhecidas e antes guardadas pela própria natureza.

Alta


Two Point Hospital JUMBO Edition é um jogo muito bem feito que vai te deixar imerso, uma experiência divertida e relaxante, cheia de mecânicas muito bem pensadas para tornar o jogo o mais interativo possível. O planejamento começa simples e vai se tornando cada vez mais complexo o que torna o jogo extremamente convidativo para aqueles que nunca antes tiveram contato com o jogo ou outros do gênero.

As piadas são engraçadas e constantes, o que enriquece muito a jogatina. Two Point Hospital JUMBO Edition é uma experiência completa, que recomendo para todos os fãs do gênero.

Prós:

  •  Boas piadas e tom cômico
  • Desafiador porém convidativo para novatos
  • Relaxante e oferece muitas horas de jogo

Contras:

  • Pode ser um pouco caótico conforme o hospital cresce
  • Demora para ficar desafiador
  • Alguns podem achar um pouco repetitivo

8,5

Gabriel