Yasunori Ichinose, o diretor de Monster Hunter Rise, diz que foi “muito difícil” otimizar a RE Engine no Switch para o jogo, mas que foi “desafiador e recompensador”

Yasunori Ichinose, o diretor de Monster Hunter Rise, diz que foi “muito difícil” otimizar a RE Engine no Switch para o jogo, mas que foi “desafiador e recompensador”

26/06/2021 0 Por Marcos

Monster Hunter Rise certamente é um dos títulos mais belos do Nintendo Switch atualmente, isto graças à magia que a Capcom fez adaptando seu motor gráfico proprietário, a RE Engine, na plataforma híbrida. Embora os esforços da equipe de Monster Hunter Rise tenham se refletido na boa aceitação de muitos jogadores do Switch, parece que o trabalho não foi nada fácil durante seu desenvolvimento.

O site Nintendo Life teve a oportunidade de falar com o diretor Yasunori Ichinose sobre como sua equipe conseguiu fazer tal proeza utilizando um hardware inferior ao que se tem no mercado atualmente para um jogo tão ambicioso. Durante a conversa, Ichinose admitiu que otimizar o novo Monster Hunter mainline usando a RE Engine inicialmente parecia ser problemático. No entanto, a equipe continuou se desafiando ao motor gráfico, em última instância, atingir um desempenho de alto nível no Nintendo Switch. O diretor conclui que o resultado final foi satisfatório, e que está feliz por criar algo que impressione os jogadores do Nintendo Switch.

A otimização era muito difícil, mas também desafiadora e recompensadora. Graças ao design básico, ferramentas e métodos de desenvolvimento da RE Engine, fomos capazes de desafiar a otimização até o último minuto. Foi um desafio encaixar a grande RE Engine no pequeno Nintendo Switch, mas estou feliz por termos sido capazes de criar algo que as pessoas acharão impressionante que funcione com essa qualidade no Nintendo Switch.

Via