Cinco jogos incríveis com tema cyberpunk no Nintendo Switch para você que está decepcionado com Cyberpunk 2077

Cinco jogos incríveis com tema cyberpunk no Nintendo Switch para você que está decepcionado com Cyberpunk 2077

18/12/2020 1 Por Guilherme Morando

Em meio de tanta controvérsia envolvendo Cyberpunk 2077, um dos jogos mais aguardados dos últimos anos, talvez você tenha ficado decepcionado ou com um gosto amargo e procura algo do gênero que possa realmente valer apena. Bem, talvez você tenha um Nintendo Switch e está em busca de um jogo com tema cyberpunk, não?

Pensando em confortá-lo, que tal dar uma olhada na nossa lista com cinco melhores jogos com tema cyberpunk no Nintendo Switch! Separamos estes jogos pois talvez você possa passar o tempo em uma outra aventura enquanto a CD Projekt Red arruma todos os problemas do seu jogo mais hypado. Vamos a lista!

Astral Chain


Desenvolvido pela PlatinumGames, este é um dos melhores presentes que os fãs da Nintendo e também fãs da Platinum poderiam receber. Lançado em agosto de 2019, Astral Chain é um hack and slash de ação sinérgica onde você é um policial que faz parte de uma organização chamada Neuron que visa controlar a ameaça alienígena chamada “Chimera”. Para exercer tal fator, você é em cabido de controlar um Legion, por meio de uma corrente astral (astral chain).



Os eventos do jogo passam no ano de 2078, em uma ilha chamada ‘The Ark’, onde todos os humanos sobreviventes foram promovidos do planeta terra, um fim do defensor das Chimeras. O jogo abusa de lindos visuais em cell shading, o que dá um aspecto de estar em um anime em CG. Toda a ambientação de Astral Chain remete a um futuro cyberpunk se passando em uma metrópole futurista com cores neon.

VA-11 Hall-A Cyberpunk Bartender Action


Desenvolvido pela Sukeban Games, VA-11 Hall-A é um text adventure e simulador de bartender onde você vive a pele de Jill, uma jovem que mora sozinha e trabalha durante a noite no bar VA-11 Hall-A preparando e servindo drinks e ouvindo histórias de desconhecidos que querem apenas desabafar seus problemas ou jogar alguma conversa fora. O jogo mescla bem ambos os gêneros, pois é a partir de sua interação com o cliente que você chegará ao modo de preparar bebidas. Quanto mais rende o papo, mais vezes o cliente pedirá para que prepare outro drink, e no final do expediente, isso se refletirá em suas comissões.



Claro, como estamos falando de jogos com tema cyberpunk, VA-11 Hall-A é de toda temática que o gênero pode oferecer. Se você curte jogos baseados em textos, garanto que o jogo pode lhe oferecer uma experiência única dentro do gênero. Você pode inclusive dar uma olhada em nossa análise aqui.

Final Fantasy VII


Um clássico da franquia Final Fantasy, Final Fantasy VII veio pela primeira vez em uma plataforma da Nintendo no Nintendo Switch após mais de duas décadas. O tempo passou, seus visuais não envelheceram muito bem, mas mesmo assim não deixa de ser um excelente jogo que até hoje é lembrado uma base gigantesca de fãs.

Mas o que Final Fantasy VII tem a ver com tema cyberpunk? Tudo! O jogo mescla elementos de fantasia, mas ele em si é muito mais cyberpunk do que qualquer de um de seus antecessores. Basta olhar para Midgar, uma cidade que geralmente é vista a noite, envolve experimentos humanos, maquinas e armas avançadas… Final Fantasy VII é bastante cyberpunk!




Acompanhe Cloud Strife e sua equipe em sua jornada contra o capitalismo ganancioso e poder autoritário da Shinra Inc, que controla e fornece toda energia mako à cidade de Midgar.

Transistor


Hades é um dos melhores jogos já produzidos pela Supergiant Games, e também um dos indies mais aclamados do jogo, tanto que concorreu a vários prêmios na The Game Awards 2020. Mas antes de Hades, a Supergiant trabalhou em outros jogos de qualidade como seu atual projeto. Mas como estamos citando jogos cyberpunk, o título da vez é Transistor.

Lançado para o Nintendo Switch em 2018, Transistor é um RPG de ação com uma forte narrativa e uma excelente trilha sonora. Ele conta a história de uma famosa cantora chamada Red, de uma cidade chamada CloudBank, a cantora teve sua voz roubada. Além disso , ela se encontrou com uma mágica espada que se chamava ‘Transitor’.

Tendo um sistema de habilidades onde o jogador escolhe as ‘magias’ que usará, Transistor dá uma enorme sensação de liberdade, montando o personagem do jeito que você bem entender. A enorme variação de inimigos faz com que a seleção de habilidades não seja a mesma do início ao fim do jogo.

Se conheceu a Supergiant Games através de Hades, que tal dar uma chance a este outro incrível trabalho do estúdio?

Ghostrunner


Já imaginou praticar parkour nas ruas cyberpunk? Feito pelo estúdio One More Level em colaboração com a Sligate Ironworks, Ghostrunner é um frenético jogo de ação em um mundo cyberpunk distópico que combina temas pós-apocalíptico e ficção científica. O jogo se passa numa torre chamada Dharma, que se tornou o último refúgio da humanidade após um cataclisma que destruiu tudo e todos.

Em Ghostrunner, você controla um guerreiro cibernético que vinte anos mais tarde, havia sido derrotado pelo criador da Torre Dharma, Adam e sua antiga parceira conhecida como Mara. Décadas depois o guerreiro, conhecido como Jack despertou, e agora deveria escalar até o topo da torre para se vingar de Mara, que se tornou a Mestra das Chaves, uma tribuna brutal com planos malignos para a humanidade.

Se você gosta de um bom jogo de ação, Ghostrunner é certamente uma boa pedida. É uma das maiores surpresas de 2020, e o melhor, está disponível no Nintendo Switch rodando liso.

Guilherme Morando
Me siga 😀