Reggie Fils-Aime, o ex-presidente da Nintendo of America, diz não estar surpreso com o sucesso do Switch, já que acreditava que seria algo “mágico” desde que viu seu protótipo

Reggie Fils-Aime, o ex-presidente da Nintendo of America, diz não estar surpreso com o sucesso do Switch, já que acreditava que seria algo “mágico” desde que viu seu protótipo

15/02/2021 0 Por Marcos

O Nintendo Switch está prestes a completar 4 anos de vida e ele não poderia estar num momento melhor. Com quase 80 milhões de unidades vendidas no mundo inteiro, e sem sinais das coisas diminuirem tão cedo, o console híbrido atualmente é o centro das atenções, e não teve PlayStation 5 e Xbox Series que tirasse este momento dele. Reggie Fils-Aime, foi umas das figuras que desempenharam um enorme papel para fazer o console híbrido decolar. No entanto, o ex-presidente da Nintendo of America não parece surpreso com o grande sucesso do Switch até agora.


Leia também:


Em entrevista à Gamertag Radio [que você pode assistir aqui], Reggie diz como acreditava que “seria mágico” depois de ver uma versão do protótipo muitos anos atrás, e observa como a capacidade de levar a experiência de jogo para onde quiser responde às reclamações dos jogadores. Além disso, é dito pelo ex-presidente que o desempenho de console tornou sua decisão de aposentadoria mais fácil, já que ele sabia que a Nintendo “estaria em ótima forma por pelo menos alguns anos”.

Não, não foi uma surpresa para mim. E digo isso porque a primeira vez que vi o Nintendo DS, os cabelos da minha nuca se arrepiaram. A equipe estava demonstrando um protótipo inicial do que se tornaria o Nintendogs. Imediatamente vi o potencial. A primeira vez que peguei um Wii Remote e joguei, de novo, uma experiência rudimentar que se tornaria o Wii Sports, sabia que seria mágico. No dia em que me sentei com o Sr. Iwata e segurei um protótipo de Switch e conversamos sobre o conceito, eu sabia que seria mágico.

E digo isso porque o console estava resolvendo uma reclamação de um jogador importante, e essa reclamação é: estou me divertindo, estou jogando meu jogo e agora preciso parar porque tenho que ir trabalhar, ou tenho que ir para a escola e não posso levar meu jogo comigo. Não posso continuar jogando esse jogo. Portanto, o Switch, com a oportunidade de jogar naquela TV de tela grande, tirá-lo da Dock e jogar no modo portátil, atendeu a um desejo fundamental do consumidor. Esse foi o momento de disparo. Havia tantas outras coisas inteligentes que a empresa fez – o suporte para Unity e Unreal Engine, que permitiu que todo o grande conteúdo independente viesse. Uma série de outras decisões importantes.

Mas não, não é uma surpresa e, francamente, saber que teria sucesso foi o que ajudou a tornar minha decisão de aposentadoria mais fácil, porque eu sabia que a empresa estaria em ótima forma por pelo menos alguns anos.